Fabricantes

Anúncio

Manon

Manon

Mostrar todas as imagens


R$0,00 imp. incl.

Disponibilidade:

1 artigo em estoque

Aviso: Últimos artigos em estoque!


MANON


Fruto da intervenção humana na natureza, o Manon tem sua origem no Japão. Nesta região, assim como também na China, Índia, Tailândia e Sumatra, eram comuns pássaros classificados cientificamente por Lonchura striata, raríssimos hoje em dia. Do cruzamento de várias espécies deste gênero, surgiu o Lonchura domestica que é o Manon que nós conhecemos.

Seu nome deriva do francês Moineau du Japon (Pardal do Japão). Na Inglaterra é conhecido por Bengalese e nos Estados Unidos por Society Finch.

São pássaros pacíficos, que adaptam-se muito bem ao convívio com outras espécies. Dócil, esperto e fácil de criar, o Manon é o pássaro indicado para quem quer começar a criação de outros “Finches” ou Diamantes, como o Diamante de Gould, o Mandarim, o Bavete e o Sparow, entre outros.

Podem atingir 11 cm de comprimento. Suas cores variam do preto ao branco passando por cores como marrom-chocolate e canela. Podem exibir apenas uma cor (monocolor), duas (bicolor) ou três (tricolor).

Para concursos, são avaliados aspectos como a qualidade da cor das penas, que deve ser intensa e bem definida, o porte e as proporções das cores do corpo, que não devem conferir ao Manon a impressão de um pássaro gordo ou magro.

Por serem pássaros sociais é melhor mantê-los em grupo ou pelo menos em duplas. Chegam a viver mais de 5 anos.

Reprodução:
Não apresentam dimorfismo externo. Para diferenciá-los, observe os Manons na hora em que tomam sol ou banho. Geralmente os machos cantam mais, erguendo a cabeça e eriçando as penas. O período de incubação é de 13 a 18 dias e as fêmeas podem botar de 1 a 8 ovos. Após 45 dias os filhotes já são independentes.

Os Manons levam o papel da maternidade a sério. São muito utilizados como ama-seca de outros pássaros da mesma família, como Diamante de Gould e Mandarins. O macho reveza o choco com a fêmea. Interferências externas, como a abertura do ninho, não os atrapalha. Este instinto natural de chocar os ovos que os machos possuem causa confusão entre as pessoas que possuem dois machos e são surpreendidos ao vê-los em um ninho de outro pássaro chocando um ovo, fazendo menção a uma possível homossexualidade. Isto não procede, pois, assim como acontece com os humanos, na falta da mãe, o pai assume a responsabilidade.

Manutenção:
Para a manutenção do Manon recomenda-se uma gaiola mais comprida do que necessariamente alta, com no mínimo 45 cm de comprimento por 30 cm de largura e 30 cm de altura. O ninho de madeira pode ter 15 cm de altura e 11 cm para os lados. Recomenda-se o fornecimento de palha seca, estopa ou barbante para a confecção do ninho. Um comedouro e um bebedouro sempre bem limpos são muito importantes. Evite colocar a gaiola em locais com correntes de ar e permita o banho de sol pela manhã. Os Manons adoram se banhar e para isso coloque à disposição um recipiente com água.

Alimentação:
alcon Club Pássaros Exóticos, alcon Club Farinhada – Pássaros Frugívoros e Insetívoros, alcon Club Farinhada com Ovo para Canários, alcon Club Papa para Filhotes - Pássaros.

 

fonte: Alcon Pet

Carrinho  

(vazio)

Novos produtos

Não há novos produtos no momento

Mais Vendidos

Não há produtos mais vendidos no momento

Responsável Técnico

Médico Veterinário

Dr. Jorge de Jesus Belut

CRMV 3541